top of page
Buscar
  • Setrix Segurança em Tecnologia da Informação

Tipos de phishing: saiba quais são e como se proteger


A cibersegurança precisa ser levada muito a sério, visto que atualmente todos os dados importantes, seja de uma empresa ou de uma pessoa física, estão armazenados online. Para isso, é preciso saber quais tipos de ameaças existem e como se proteger delas.


O ataque de phishing é um dos métodos mais comuns que os cibercriminosos utilizam para obter informações importantes de pessoas e empresas. No entanto, não é todo mundo que conhece todas as variações desse ataque.


Que o phishing é um ataque de engenharia social e pode ser voltado ou não para um alvo específico você já deve estar cansado de saber. Mas, será que você conhece todos os tipos de phishing que existem?


Devemos sempre lembrar que a tecnologia evolui constantemente e em ritmo acelerado, consequentemente os ataques cibernéticos também ficam mais complexos. Por isso, a segurança digital deve acompanhar esse movimento.


Neste conteúdo iremos falar sobre os tipos de ataques de phishing e como se proteger deles. Então, continue com a leitura até o final para não cair nesses ataques. Aproveite também para ver um vídeo com dicas muito bacanas que está no final deste post!


Tipos de phishing mais conhecidos


De acordo com o estudo “The Rise of the Business-Aligned Security Executive” feito pela empresa de pesquisas de TI, Forrester Research, em 2020, 67% das empresas brasileiras tiveram aumento de ataques cibernéticos em um período de 24 meses. E, 83% das empresas esperam por um aumento nos próximos dois anos.


Esse aumento de ataques aconteceu, de certa forma, por conta da pandemia, visto que mais pessoas passaram a fazer muito mais serviços e processos online.


E, muitas empresas passaram para o regime de home office, o que permitiu algumas brechas na segurança de suas redes.


Com o passar do tempo, as empresas tomaram conhecimento de que aumentar a cibersegurança é necessário para ter maior controle do que acontece em suas redes. E, assim, poder continuar com as operações em segurança.


Mas, para ter uma segurança digital eficiente, é preciso conhecer bem o que está enfrentando. Por isso, nos tópicos abaixo vamos detalhar melhor os tipos de phishing.


Whaling

Se “phishing” vem da analogia de fisgar um peixe, whaling quer dizer que o alvo é algo muito maior que um peixe, como a baleia.


Neste tipo de ataque o phishing tem como foco CEOs, CFOs ou qualquer outra pessoa com cargo importante em uma empresa. Normalmente, as mensagens enviadas deixam a entender que a empresa está com problemas legais e para resolver é preciso entrar em contato com alguém através de um link.


Ao clicar no link, o alvo tem seus dados, e às vezes dados confidenciais da empresa, roubados pelos cibercriminosos.


Blind phishing

Esse é um dos tipos mais comuns de phishing. Como o próprio nome diz, neste caso não existe um alvo em específico. Dessa forma, é criado um e-mail com link malicioso e disparado em massa.


Assim, o cibercriminoso atinge diversas pessoas de uma só vez, criando então um “banco de dados” de informações roubadas.


Spear phishing

Mais específico que o blind phishing, neste caso os ataques são direcionados a um grupo específico de pessoas. A mensagem, seja ela por aplicativo de conversa ou e-mail, é mais detalhada e atenciosa.


Assim, se o criminoso digital quer informações sobre o setor de marketing de uma empresa, por exemplo, ele irá focar o ataque somente nas pessoas envolvidas nesse segmento.


Smishing

Esse tipo também é bastante comum. Na maioria das vezes é feito através de mensagens de texto pelo celular. O ataque é feito em massa e as mensagens contêm links clicáveis ou números de celular para resposta.


Esses links são maliciosos e roubam os contatos e dados da vítima.


Vishing

O ataque por vishing é um pouco mais recente. Para realizá-lo, os cibercriminosos utilizam as chamadas de voz. Isso passa uma sensação de urgência ainda maior, além de passar mais credibilidade para as pessoas ingênuas.


Clone phishing

Para que esse ataque aconteça, os cibercriminosos clonam um site existente de forma que esse pareça o original. Assim, as vítimas não desconfiam de nada e passam todos os dados pessoais sem saber que eles estão sendo roubados.


Phishing em mecanismo de busca

Também pode ser chamado de envenenamento de SEO. Aqui, os criminosos se esforçam para que seu link malicioso apareça nas primeiras posições em mecanismos de pesquisas. Assim, as vítimas acreditam que o link é confiável e dão brecha para terem seus dados roubados.


Scam

O contato com a vítima pode ser feito por redes sociais, SMS, e-mail ou até mesmo por ligação de telefone. Esse contato é com a intenção de convencer a vítima a baixar arquivos contaminados que irão roubar informações pessoais e dados confidenciais.


Como se proteger dos ataques de phishing


Agora que você já sabe quais são os principais tipos de phishing, precisa saber como se proteger desses ataques, certo? Além das dicas que vamos escrever aqui, você também pode ver esse vídeo abaixo que a equipe da Setrix preparou:




Não deixe de conferir o vídeo, ele tem dicas muito bacanas! Mas, vamos lá… algumas dicas básicas que ajudam a evitar ser uma vítima do phishing são:


  • Desconfie de mensagens e e-mails com tom muito urgente. Phishing costuma ter esse tom para fazer com que as vítimas tomem decisões precipitadas;

  • Confira se o site é seguro. Para isso, veja na barra da URL se ela conta com o símbolo do cadeado e HTTP;

  • Desconfie de erros de digitação e gramática. Normalmente, as mensagens de phishing contêm bastante erros;

  • Antes de tomar qualquer decisão, tente entrar em contato por um outro meio de comunicação com a empresa que te mandou a primeira mensagem. Assim, é mais fácil verificar a veracidade;

  • Não clique em todos os links que encontrar e não baixe todos os arquivos sem antes se certificar que é confiável;

  • Evite usar redes de Wi-Fi públicas, já que essas costumam não ter muita segurança.


Gostou deste conteúdo? Não deixe de conferir outros posts aqui do blog!

23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page