top of page
Buscar
  • Setrix Segurança em Tecnologia da Informação

O que é e quais são os benefícios da autenticação multifator?


Toda vez que vamos acessar alguma conta online, seja ela de um e-mail, serviço de streaming ou alguma ferramenta que auxilia no dia a dia corporativo, precisamos fazer o login. Esse login funciona como uma forma de comprovar para aquele sistema que você é você mesmo, e não alguém tentando usar sua conta.


Normalmente, o login consiste de um nome de usuário, que por muitas vezes é um endereço de e-mail, e uma senha. Algumas pessoas acreditam que assim já estão protegendo seus dados. Mas, nem sempre isso é o suficiente. Por isso existe a autenticação multifator.


Ataques hackers com o intuito de roubar ou sequestrar dados estão cada vez mais frequentes. Para se ter ideia, em 2021, o Brasil teve mais de 227 milhões de dados vazados! Isso mostra como ainda não estamos totalmente seguros.


Neste conteúdo você ficará sabendo tudo sobre a autenticação multifator, como ela funciona e como é possível criar mais camadas de proteção. Então, para aprender a como garantir sua segurança, leia até o final!


O que é autenticação multifator?

A autenticação multifator, também conhecida como MFA, é uma forma de aumentar a proteção dos dados e informações de um usuário. Ela funciona no momento do login em alguma conta.


Quando a MFA está ativada, além do nome de usuário e senha padrão, a pessoa que deseja acessar aquela conta, precisará também informar outros dados. Esses dados podem ser um código que foi enviado para o e-mail ou como SMS para o número da pessoa.


Ou seja, a autenticação multifator cria camadas para aumentar a proteção. Assim, mesmo que alguém mal intencionado descubra seu login e senha, ele ainda não terá acesso aos seus dados.


As chances de alguém conseguir ter total acesso a todas as etapas de segurança de uma MFA são pequenas. No decorrer do texto vamos falar quais são os tipos de autenticação multifator que existem. Assim, ficará mais fácil entender como a segurança é maior.


Como a MFA funciona?

No momento em que o usuário está fazendo o cadastro para uma conta, a MFA solicita uma série de informações. Essas informações são armazenadas pelo sistema.


Dessa forma, a próxima vez que o usuário, ou qualquer outra pessoa, for fazer o login na conta, precisará informar esses dados para que o sistema verifique a identidade do usuário.


Todos esses itens que ajudam na identificação do usuário devem ser de uso pessoal e não podem ser compartilhados com absolutamente ninguém.


Como já falamos neste conteúdo, as formas de verificação podem ser por códigos enviados por SMS para o número de celular do usuário, uma senha temporária enviada por e-mail, um botão em algum dispositivo móvel ou até mesmo um link enviado por e-mail ou mensagem.


No tópico a seguir você confere de forma mais detalhada os tipos de MFA existentes.


Tipos de autenticação multifator

São três os principais tipos de autenticação multifator. Sendo eles: algo que o usuário conhece, algo que ele possui ou algo que ele é. Veja abaixo como cada um atua.


O fator de conhecimento, como o próprio nome indica, é algo que só o usuário conhece. Esse tipo de autenticação é feito através de perguntas e respostas.


As perguntas costumam ser sobre coisas pessoais que apenas o usuário sabe a resposta certa. Como por exemplo, o nome de solteira da mãe ou o nome da professora da primeira série.


Fator de posse é algo que o usuário tenha e seja exclusivo dele. Nesse caso, para que a validação de identidade seja feita, é preciso contar com algo físico. Como por exemplo, um smartphone para que seja possível acessar o e-mail em que foi enviado o código.


Também existem os tokens eletrônicos muito usados por bancos, e, não tão utilizados hoje em dia, mas ainda sim funcionais, os cartões com códigos. A cada acesso, um código diferente é solicitado.


Já o fator de inerência acontece pelo reconhecimento do comportamento físico do usuário. A forma mais comum desse tipo de autenticação é através do reconhecimento das digitais. No entanto, o reconhecimento facial ou de voz e o mapeamento de retina também são usados.


Essa é a forma considerada mais segura por muitas pessoas, visto que somente o usuário possui essas características e ninguém conseguirá acesso sem sua permissão.


Benefícios da autenticação multifator

Com a implementação da autenticação multifator, tanto empresas quanto pessoas que usam a internet apenas para assuntos pessoais - por mais raro que isso seja hoje em dia -, podem se sentir mais seguros.


A MFA ajuda a reduzir riscos causados pela falha humana, como por exemplo, a utilização de uma senha fraca, ou até mesmo o vazamento de logins para terceiros. Havendo mais camadas de proteção, todos podem usar a internet para a troca de informações de maneira segura.


Para as empresas, a transparência na segurança também aumenta. Isso porque é possível criar alertas com a MFA. Assim, o gestor de uma empresa fica sabendo sempre que houver a detecção de alguma tentativa de login que possa parecer suspeita.


Segurança com a Setrix

É de extrema importância manter a segurança digital, principalmente para as empresas que possuem milhares de informações e dados de tantas pessoas e outros negócios. A Setrix oferece diversas soluções em segurança da informação.


E, além dessas soluções, conta também com a consultoria. Nessa consultoria, uma equipe de especialistas ajudam as empresas a encontrarem as melhores soluções para seus problemas.


Para saber mais sobre serviços oferecidos e no que mais a Setrix pode te ajudar, entre em contato com a equipe!

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page